Review – Harvest Moon: More Friends of Mineral Town

Você já sentiu vontade de experimentar a vida tranquila do campo, mas sendo um nerd/geek/gamer/whatever você não está apto a viver sem energia elétrica e uma boa dose de poluição? Seus problemas acabaram! Em 1997 a Victor Interactive (mais tarde comprada pela Marvelous Interactive) lançava a franquia Harvest Moon – aka Colheita da Lua – ou Bokujō Monogatari – aka Histórias da Fazenda -no dialeto japa.

O game de simulação de fazenda trazia uma simples proposta: sobreviver em uma cidade pequena, prosperando na vida profissional e pessoal, em outras palavras: você tem que cuidar de uma fazenda, incluindo plantações e animais, além de conseguir um brotinho pra casar e procriar. 😉

Depois de passar por diversos consoles trazendo geralmente a mesma temática, onde você encarna um garoto que perde o avô e herda a malcuidada fazenda, a franquia decide renovar a série ao embarcar no Nintendo DS, surgindo assim os jogos “Rune Factory”. Este novo estilo de Harvest Moon trouxe além da simulação, um novo elemento, você agora pode equipar armas (algumas vezes são as próprias ferramentas de um fazendeiro) e explorar cavernas e vales derrotando monstros e ganhando níveis. A aceitação foi bem mesclada, enquanto alguns amaram a “evolução” dos jogos, outra parte, antiga e saudosista (na qual eu me enquadro) preferiu a simplicidade como o melhor tempero para um bom HM.

Após este pequeno histórico da série, convido vocês – queridos e maravilhosos leitores – a conhecer Harvest Moon: More Friends of Mineral Town, a versão feminina do Friends of Mineral Town, trazendo às donas de Game Boy Advance ou irmãs dos donos de GBA ou aqueles homens que preferem G Magazine à Playboy um jogo de simulação divertido e você ainda poderia casar com o homem dos seus sonhos. Como todo game HM, algo precisa acontecer na vida do personagem para que ele saia da cidade e vá para o campo e devo dizer que nesse quesito a Marvelous foi muito sutil, engraçada e também realista. O jogo se inicia com sua personagem japonesa (loira?) vivendo uma rotina muito entediante que se resumia a trabalhar, comer e dormir. Depois de mais um dia de trabalho estressante, ela chega em casa e decide ler o jornal antes de dormir, então depara-se com um anúncio muito interessante que lhe propõe viver uma vida pacata e revigorante na fazenda.

Contrata-se strippers, com ou sem experiência.

Sem desconfiar de tráfico humano, nossa heroína pede demissão e larga seu apê para correr para a vida perfeita, mas não bastando os terremotos do Japão, não passava de propaganda enganosa e ela se depara com um verdadeiro depósito de lixo. Tratava-se de uma fazenda muito tempo abandonada e não bastando o total desespero da moça, ainda lhe vem o prefeito da tal de Mineral Town tirar uma onda.

Thomas: Acreditou no anúncio? Zifudeo aushauhs!11!onze

O jogo tenta te animar dando a oportunidade de estapear, para aliviar sua raiva, o prefeito com todas as ferramentas possíveis até você cansar e resolver aceitar (por falta de opções) cuidar do “desastre fazendístico” e iniciar sua aventura.

O ano divide-se nas quatro estações que conhecemos, sendo que cada uma possui trinta dias. Cabe ao jogador uma nova rotina de vida: você deve acordar às seis da matina todos os dias, plantar, colher, cuidar de galinhas, vacas, ovelhas, além de um cavalo e um cachorro, tudo do jeito que você bem entender e na hora do dia que você quiser, contanto que tenha energia para tal. Esta é uma das grandes sacadas do jogo, você possui uma energia limitada como na vida real para pegar no batente, e ao gastar tudo, você desmaia e vai para o hospital, fazendo com que você precise de tempo para se recuperar e então conseguir voltar ao trabalho novamente. Como você começa “sem eira nem beira”, o jogo lhe dá alguns trocados e a oportunidade de recolher itens pelos diversos mapas para conseguir mais moedas para comprar suas primeiras sementes e animais. Tudo o que você catar em suas andanças ou produzir em sua fazenda pode ser vendido para o Zack, um aproveitador que te compra tudo por preço de custo e revende com altos lucros ficando tão rico à ponto de ter uma casa na praia.

Zack: Eu vou aparecer todo dia às 5. É bom você estar com meu bagulho!

Mesmo com todos os males, na vida também há flores e você pode descansar nos feriados onde acontecem os mais diversos festivais, desde sumô entre galinhas à exposição de animais, ver os típicos fogos de artifício no fim do verão japonês e fazer amizade com os habitantes locais, além de tudo, ainda tem a chance de conquistar o coração de um dos seis lindos homens (e um kappa!) que vivem na cidadezinha, sendo esse um dos principais atrativos da série. Cada um dos pretendentes possui uma rotina e gostos diferentes e, utilizando-se disso, você deve presentear o escolhido com aquilo que mais o agrada para ganhar mais pontos de afetividade. Ao desenvolver os laços com ele (leia-se: dar presente todo santo dia), o coração mudará de cor – começando com a cor preta que indica que são apenas conhecidos e terminando na cor vermelha, indicando que estão apaixonados – e ao conquistá-lo você pode fazer a proposta de casamento, mas cuidado, você terá rivais pelo caminho! Tem cara pra todos os gostos, pegue já o seu!

Rick é o feio do jogo, dando ar de realidade ao mundo de HM.

Gray faz o estilo “revolts”, mas não passa de um CDF que vive na biblioteca.

Doctor gosta de brincar de médico (-q). Consultório próprio e salário fixo? Tá pra mim

Cliff é o beato da cidade (na melhor das hipóteses). Suspeito que ele tem caso com o padre.

Kai só dá as caras no verão pra dar uns amassos nas caipiras. Entrou pelas cotas para negros.

Chinês e vendedor de pastel (perdão o pleonasmo). Suspeito que entrou pelas cotas para asiáticos.

Tem mulheres que preferem sapos a príncipes. Serve um kappa?

Harvest Moon: More Friends of Mineral Town, é um daqueles jogos que fazem você viciar em poucos minutos. Depois de jogar o primeiro dia (do jogo), você continua até perceber que já se passou uma ou duas estações. O game também possui muitos extras, como ter um bebê depois de algum tempo de casamento, expandir o galinheiro, a casa do cachorro, o estábulo e também sua casa, até mesmo a possibilidade de construir outras duas sendo uma na cidade e uma nas montanhas. Suas ferramentas podem ser aprimoradas, sua energia para trabalhar pode ser aumentada, dentre muitas outras coisas que renderão muitas horas que você desperdiçará com o Game Boy na mão ou na frente do PC. Você com certeza vai querer trabalhar duro para ver sua fazenda se desenvolver, comprar mais animais ou móveis para sua casa, tudo de forma intuitiva e simples e também com muitos tutoriais e macetes na internet.

Aqui me despeço de vocês concluindo meu primeiro post – que até agora não sei bem dizer se pode ser chamado de review – indicando este excelente jogo. Se tiverem a oportunidade, experimentem sem compromisso, pois é exatamente isso que ele nos propõe. Beijosmeliga e até a próxima c:

Por: Isaa

—————————————————————————————-

Bem, esse foi o primeiro post e único feito pela minha irmã. Espero que  vocês tenham gostado do post e se interessado pelo jogo. Então, se vocês se interessaram pelo jogo, riram de alguma das piadas ou querem o número da minha irmã, comentem!

Anúncios

2 Respostas para “Review – Harvest Moon: More Friends of Mineral Town

    • Muito obrigado, cara, é esse tipo de coisa que nos faz continuar com o site. Estamos preparando novos posts sobre jogos, só precisamos de dinheiro para mais jogos, estamos aceitando doações e tal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s