[Resenha] Tekkon Kinkreet

TEKKON

E ae galera, tudo bem? Eu sou o Marcos, e esse é o jackass, o novo redator aqui do Balões Quadrados, foi um pedido do Lucas e eu o aceitei e aqui estou, quando aparecer algo que seja uma boa recomendação ou um bom assunto para se falar eu escrevo para cá, eu posso escrever sobre qualquer tipo de mídia, tanto ocidental quanto oriental, mas hoje comecemos com uma animação japonesa que foi lançado em meados de 2006, o Tekkon Kinkreet, também conhecido como Black & White.

tekkon-kinkreet-722881
O filme é uma adaptação para o cinema do mangá Seinen com o mesmo nome, do mangaká Taiyo Matsumoto, mais conhecido pelos mangás No.5, Takemitsu Zamurai e GOGO Monster, além de ter vários outros trabalhos maravilhosos e ambos tem uma arte bem diferenciada, que é uma característica do autor. Foi publicado na revista Big Comic Spirits, tendo apenas 3 volumes encadernados, mas com uma história envolvente, e para quem importa mangás, a Viz já o lançou lá na America do Norte, já teve uma passada por aqui pela extinta Conrad, sob o nome de Preto & Branco, pena que está quase impossível conseguir a edição número 1, só encontrei a 2 e 3 à venda, bem que podia rolar um relançamento por ai.

Tekkonkinkreet2
A história gira em torno de 2 orfãos, Shiro e Kuro (não, não é o Greg e o Chris), jovens sem pais e que vivem por si mesmos na Cidade dos Tesouros, conhecidos como “Os Nekos”, onde a vida pode ser tanto pacífica quanto violenta, para sobreviver eles tem que entrar em confronto com a polícia e a Yakuza, fora ter que roubar para se alimentarem. Em meio de acontecimentos recentes, um grupo de pessoas chegaram nessa cidade para controla-la e para isso eles visam matar os dois amigos, então surge uma disputa pelo controle da cidade.

tekkonkinkreet_runningstreet
Um dos grandes atrativos do filme é a arte, os personagens podem estar desenhados de uma forma horrível e parecerem rabiscos de criança, mas o cenário ficou totalmente insano pela beleza, ficou tudo muito detalhado, os prédios, carros, objetos e todo o resto do cenário. Tanto é que aquelas cenas onde mostravam eles pulando de telhado em telhado não perdiam nenhum foco da beleza, continuava ali em perfeito estado, apesar das mudanças repentinas e movimentos contínuos do personagem. Em termos de animação ficou maravilhoso, algo simples, mas que é um show aos olhos de quem vê, com um character design razoável, que é o único ponto onde eu reclamo do filme.

snapshot20090831115140
Os personagens foram muito bem trabalhados, foram feitos para um complementar o que falta no outro, enquanto o Kuro pode parecer o Ikki de Fenix,  o Shiro é o Shun de Andrômeda, mas no decorrer da história percebemos que é o contrário, eles são como o Yin Yang, por exemplo o Kuro, quando ele abandonou o Shiro ele perdeu a sua sanidade e entrou para a escuridão, se não fosse pelo retorno do Shiro, Kuro teria entrado em desespero e perdido a razão. Os personagens secundários não são muito bem apresentados, deixando algumas pontas soltas aqui ou ali, mas isso não atrapalha em nada o desenvolvimento do filme.

Tekkonkinkreet Minotaur
Uma das coisas que mais chama a atenção nesse filme é a condição sócio política daquela cidade, pois uma cidade que é regida pela máfia e dois moradores de rua sem nenhum governo é algo parecido com uma savana, onde o mais forte é o topo no comando daquela área, fora que a polícia acobertava os garotos e a máfia e não fazia nada, ou seja, isso é falta de governo em uma sociedade, e foi isso o que mais me chamou a atenção nesse filme, se você for olhar bem, o filme tem uma trama cheia de reviravoltas acontecendo.
E como eu disse ali em cima, o filme deixa algumas pontas soltas, se você quiser ter uma conclusão mais completa dessa história, eu recomendo fortemente ler o mangá, ainda mais que são 3 volumes e a leitura é gostosa e rápida, apesar de que você tem que ter uma atenção extra.

O filme conta ainda com a conhecida banda de jrock Asian Kung-Fu Generation na trilha sonora com uma música maravilhosa.

E é isso galera, espero que tenham gostado, em breve eu volto com algum post novo sobre alguma coisa.

38321231550992

“Aqui é o agente Shiro do planeta Terra. Estão me ouvindo? Hoje eu mantive a paz neste planeta. Ouviram? Este planeta é muito pacífico. Câmbio e desligo.”

Anúncios

Uma resposta para “[Resenha] Tekkon Kinkreet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s