[Mangateria] TOP 5 Mangás que você só lerá se saber japonês!

Só pra você ter vontade de ler as coisas que não podes ler… por enquanto.

E aí pessoal, tudo bom? Vim hoje aqui pra fazer um TOP 5 bem… perturbador. Por quê perturbador? Porque é um TOP 5 dos mangás que você provavelmente não vai ler, ou pelo menos não tão cedo.  Basicamente é um TOP 5 dos mangás que estão na minha lista de espera para que os scans façam-os.  Ou seja, se você não quer ficar curioso à toa, pare de ler esse post agora, se não ficará meio que deprimido.

Quinto Lugar – Tottemo! Luckyman

Yoichi é o cara mais azarado de sua classe. Comprovando toda sua má sorte, ele é esmagado por uma espaçonave alienígena (SIM, LOL!) e claro que ele morre. Só que não! Antes de ele morrer, o cosmo de um super herói misterioso chamado Luckyman se funde com ele e deu poderes ao Yoichi para que ele seja o super herói mais sortudo de todo o universo! Com isso, Yoichi como Luckyman terá que defender a Terra dos alienígenas, e é aí que o mangá se desenrola.

Bom, se você leu Bakuman, deve ter reparado que o tio do Mashiro tinha um mangá sobre um super herói que era mal desenhado e que sempre salvava o mundo/a pátria. Depois que o Ohba criou esse personagem, os fãs de Bakuman começaram a suspeitar (já que ele nunca divulgou sua foto ou nem ao menos compareceu a algum evento) de que ele seria o mangaká de Luckyman: Gamou Hiroshi, pelo fato de o mangá do tio do Mashiro ser idêntico a Luckyman. O que é meio estranho uma pessoa fazer um mangá tão genérico como esse e logo após criar um pseudônimo e fazer um mangá como Death Note.

Legal é que em Luckyman é aceitável o super herói ganhar todas e ter reviravoltas absurdas numa batalha, a final ele é o cara mais sortudo do universo! Além de parecer ser extremamente genérica, a obra parece ser engraçada de tão escrota é a arte, parecendo um rascunho de um mangaká. O traço + a história genérica devem valer a pena ser lidos só pela zoação, e como gosto de mangás que tenham pitadas non-sense… fica no meu TOP 5.

Quarto Lugar – Supinamarada!

O protagonista da história se chama Shirakawa Ro, quando sua mãe morre em um acidente de carro, ele se muda para uma cidadezinha do interior com sua irmã gêmea. A mãe do Ro morreu um dia antes de um grande evento, agora o nosso protagonista tem o desejo de realizar o sonho de sua mãe: ganhar uma medalha nos jogos olímpicos, no hockey. Preso na cidade pacata de Tomakomai, Shirakawa Ro encontra uma nova paixão pelo hockey, e assim, dando uma boa premissa para o mangá.

Primeiramente: é um mangá de hockey! Isso já é algo bem inovador e pioneiro, sendo que só Go Ahead se vingou (ou não, já que ouço muito comentário por aí dizendo que o mangá é nada demais). Sempre espero por um mangá de esportes que tenha algum esporte saindo dos genéricos basquete e futebol. Mas Supinamarada não é só uma obra com uma premissa inovadora, também tem traços muito bons e bem propícios ao slice of life  e as próprias partidas de hockey. Minha primeira impressão com o character design dos personagens foi ter uma semelhança com o traço de Again, mas só pelo character design mesmo.

Atualmente Supinamarada! só teve 5 volumes e acabou recentemente na Weekly Young Jump, iniciado em 2011 e com um autor novato.

Terceiro Lugar – A-BOUT!

Sunahara é o líder do primeiro ano de uma escola chamada Mistumine, que tem a reputação de ter os piores delinquentes de todo o Japão. Só que temos um novato na área, ele se chama Asagiri. O novato chegou “botando moral” naquela bagaça, trazendo a atenção pra ele e com interesse de se tornar o delinquente número um da escola, mas primeiro ele tem que passar por alguns obstáculos.

Tá, podemos dizer que essa sinopse dê a impressão de o mangá ser genérico, e realmente parece ser (pelo menos quanto a história). Mangás de delinquentes sempre me interessaram e eu gosto bastante deles, Clover, Crows e Drop são mangás simpáticos mas que não tem criatividade! Afinal, será que criatividade em mangás de delinquentes seja tão fácil assim? Até porque, os mangás de delinquentes são só aparecimento de gangues e alguns adversários a mais. Pra mim, o que faz que um mangá do gênero seja bom é a simpatia, o modo de como o mangaká faz os personagens a ponto de deixá-los cativantes. E pelo que vejo de algumas páginas em RAWS, A-BOUT! parece ter isso. Além de ter um puta traço, é publicado na Magazine desde 2009 e estou seco pra que os scans peguem (até porque, isso é da Magazine!! Mesma revista de Fairy Tail e derivados).

Segundo Lugar – Salaryman Kintarou 

Kintaro é o boss de uma gangue que tem mais de 10,000 membros, mas após se apaixonar por Akemi, ele começa se distanciar disso. Até que chega um dia que Akemi morre no parto do seu filho (não, isso não é spoiler, relaxa) e suas últimas palavras são “Se torne um assalariado e tenha uma vida estável para cuidar bem do nosso filho”. É aí que Kintarou abandona de vez essa vida de gangster para ser um assalariado… mas de um jeito bem gangster, salvando a vida de um chefão de uma grande empresa de construções. Tá, aí você pensa que acaba por aí? Que o mangá vai ser chato só por ter o Kintarou trabalhando sem ter problemas? Nada disso amigo! Kintarou tem que lidar com coisas de corrupção e tentativas de derrubar essa empresa multi-milionária!

Tenho muita vontade de ver essa obra, essa premissa é muito criativa e inovadora! Parece ser tão bom que ganhou 30 volumes na Weekly Young Jump e fez um baita sucesso, ganhando até dorama, anime, filme e até continuação do mangá original (que ainda está em andamento, por sinal). Apesar que talvez esse seja o mais difícil de traduzirem, já que o mangá está completo em inglês num aplicativo americano chamado “Comic Friends Facebook”, que só permite americanos lerem… só rezar pra que isso permita nosso acesso, ou que alguém arranje um macete pra entrar e conseguir ler algo de lá.

Primeiro Lugar – Obras do Sakamoto Shinichi 

Não sabe quem é Sakamoto Shinichi? Ok, essa autor é o mais conhecido por ter feito uma das melhores seinen já feitas (e que entra no TOP5 geral de mangás de muita gente): Kokou no Hito. Minha curiosidade pra ver as obras desse cara vem de Kokou no Hito, que é um mangá seinen, psicológico e drama, mas as outras obras são de batalhas! Vamos ver algumas  delas:

Masuraou – Esse já é relativamente recente, de 2005 (justamente a obra anterior a Kokou no Hito)  e com o melhor traço dos shonens de batalha do autor. Conta a história de um rapaz ex-gangster que quer entrar numa tradição de Osaka, chamada de Masuraou. Essa tradição consiste em os lutadores que estiverem no meio se enfrentarem para que seja decidido o chefão da cidade… mas o sonho desse rapaz era se tornar um aluno modelo e pegar muitas cocotas, só que quando todo mundo descobre que ele está no meio desse evento, se afastam dele mais e mais. A história parece ter início, meio e fim sem enrolações (deduzindo isso por ter apenas 7 volumes, né).

Mortal Commando GUY – Honjou Guy é um jornalista freelance que estava fazendo uma reportagem na América do Sul falando sobre resistência industrial por aqui, mas ele é sequestrado e o real Honjou Guy aparece. Aparentemente, parece ser aquele estilo de protagonista porradeiro e musculoso que derrota vários caras como Hokuto no Ken. E o seu traço não peca.

Niragi Kioumaru – Kioumaro sempre foi treinado por um grande forjador de espadas, para se tornar um artesão de espadas. Um dia, um jovem morreu e Kioumaro lembra-se que tinha vendido sua primeira espada para esse jovem. Isso contribuiu para que Kioumaro treinasse mais e vingasse esse cara. Após sua vingança, seu mestre o revela que há 18 anos atrás um meteoro (chamado de ferro das estrelas) caiu nas redondezas, e assim começa a história começa a se desenvolver. Com 5 volumes, anterior a publicação de Masuraou, essa é a obra do Shinichi que eu tenho mais vontade de ler por… seu protagonista ser um ferreiro! Isso já me dá uma boa curiosidade.

Bem, esse foi um post só pra compartilhar pra vocês o que minhas pesquisas no MangaUpdates fazem e até onde elas chegam a me deixar curioso e ver séries que prometem. Espero que tenham gostado e até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s