[Resenha] Kokou no Hito – Por que você escala montanhas?

kokou

Kokou no Hito (The Climber) é um mangá que foi publicado de 2007 a 2011 na Young Jump, lar de obras como Zetman, Gantz, Liar Game. O autor, Shinichi Sakamoto, baseou-se em um livro que conta a história de Katou Buntarou, um alpinista japonês que escalou entre os meados da década de 20 até a metade da década de 30. Além disso, o autor contou com a colaboração de outros autores na história do mangá.

hoi

Katou Buntarou de verdade e Mori Buntarou do mangá. Quantos likes essas princesinhas merecem?

Kokou no Hito conta a história de Mori Buntarou, um garoto como aqueles que já vimos antes, um garoto entediado que não vê graça nenhuma na vida, não tem amigos, não fala com ninguém e só quer ficar sozinho. Mas Mori tem uma justificativa para o fato de não querer se relacionar com as pessoas, devido a sua incapacidade de se expressar, Mori não pode impedir que um colega de sua antiga escola tentasse cometer suicídio. Devido a esse fato, Mori é transferido para uma nova escola, onde novamente não tenta se relacionar com ninguém, até que, devido a sua atitude, é desafiado por Miyamoto Hajime a escalar a escola.

030

A princípio, Mori não sabia se iria conseguir chegar ao topo, e…

042-043

044Kokou_no_Hito_v17_ch163_015

MORRE!!

Ok, uma mentirinha básica para descontrair o clima. Ele não morre, ele consegue chegar ao topo de sua escola, surpreendendo a todos, inclusive a si mesmo. Mori nunca pode imaginar que escalar poderia fazer com que ele se sentisse daquela forma, com que ele se sentisse de um jeito que ele não se sentia há provavelmente muito tempo. Ele se sentiu vivo.

f

A partir desse momento, o mangá toma um rumo meio que característico dos mangás de esporte. O personagem descobre ser bom no esporte, aprende vários fundamentos sobre o esporte, arruma novos amigos e tem seus primeiros testes. Ok, até aí nada que surpreenda ou te prenda a obra, além da arte. Mas assim que Mori parte para sua primeira escalada solo de verdade, as coisas começam a tomar um rumo diferente.

A história muda subitamente, sendo isso uma boa surpresa para o leitor. Não é só a história que muda, o protagonista também muda. Mori agora sabia o que queria para sua vida. Ele queria se tornar um alpinista solo. Aliás, o amadurecimento de Mori durante o mangá é incrível e fácil de ser notado. Ele passa de um garoto anti-social para um adulto responsável, isso, depois de ter vivido muitas experiências que justificam a mudança,  é claro.

Se você é do tipo de pessoa que ama uma bela arte, Kokou no Hito com certeza vai te atrair. Mas a atração da obra não se abstém somente a arte, mas o rumo que a história toma, a forma que certos sentimentos, sensações e fenômenos são expressos são dignos de uma verdadeira obra de arte.

kokou-no-hito-3389719

kokou-no-hito-3545505

Sakamoto conseguiu, através de sua arte,  criar uma narrativa que flui de forma surpreendente. Você já ouviu falar do termo Scenery Porn? Scenery Porn é o termo referente a cenários que te deixam boquiaberto, que te dão prazer só de olhar. Kokou no Hito é uma obra que com certeza tem muito Scenery Porn. Mas as imagens não são apenas para maravilhar os olhos do leitor, mas servem principalmente para mostrar como o personagem está se sentindo naquele momento. Belos exemplos disso são os dois abaixo:

tumblr_m45diwKhJV1rnenm8o4_1280

Mori vê o sol nascendo e sente que aquilo era uma orquestra da natureza.

Kokou-no-Hito_v15_ch147_p097

O autor sabe que nós não escalamos montanhas, por isso não sabemos o que acontece por lá. Então ele usa de elementos que nós conhecemos para que possamos entender melhor o que está acontecendo. Como nessas páginas, onde ele mostra uma pedra de gelo gigante caindo, que é representada por um container.

É incrível como o autor consegue explicar o que está acontecendo ali, algumas vezes sem nem mesmo uma fala.

Ok , chega de falar da arte. Outro ponto incrível da obra é a profundidade da mesma. Abordando assuntos como solidão, culpa, desejo, sexo, responsabilidade e felicidade de uma forma em que o leitor se envolve e em certos momentos até se identifica com o personagem. A obra ás vezes chega até a ser pesada, mostrando a dura realidade daqueles que tentam enfrentar a natureza, que acabam morrendo, perdendo membros do corpo, perdendo amigos, etc.

Você já deve ter ouvido aquela pergunta que sempre fazem aos alpinistas, “por que vocês escalam montanhas?”, e com certeza também já ouviu a resposta, “Porque as montanhas estão lá”. Kokou no Hito também responde a essa pergunta, mas responde uma maneira diferente e, em minha opinião, mais bonita e condizente.

Kokou_no_Hito_v17_ch168_136

Os seres vivos estão sempre procurando alcançar o lugar mais alto.

Kokou no Hito, assim como qualquer obra, tem seus defeitos. Um dos defeitos que pode ser levado em consideração é o fato de que apenas o protagonista é importante na história. O problema dos outros, a vida dos outros, muitas vezes é esquecida e simplesmente mostram a conclusão que determinado personagem teve, sem mostrar como ele chegou até ali, ou que aconteceu para que se tornasse o que é. Outro defeito que pode ser levado em consideração é o fato da cronologia da história ter buracos. Como assim buracos? Bom, digamos que Mori chegou até o topo de uma montanha no fim de um capítulo, no próximo talvez já o mostre trabalhando em algum lugar. Isso não atrapalha no entendimento da história, mas pode causar uma certa confusão no leitor do tipo “tá, mas como ele chegou ai?”. Apesar disso, Kokou no Hito não perde nem um pouco seu brilho.

Finalizando, vou deixar esse MMV (um video que mostra várias imagens de um mangá ou de vários acompanhados por uma música) de Kokou no Hito, feito pelo Judeu Ateu, dono do blog Mangas Underground, nosso parceiro. A música do video é Hysteria, da banda Muse, que expressa bem o sentimento expresso por Mori quando está escalando. O vídeo contém spoilers.

Kokou no Hito é uma obra para as pessoas que gostam de ver belos desenhos, de histórias profundas, de esportes ou simplesmente para pessoas que gostem de ler boas histórias. Se você se encaixa em um dos perfis acima, então Kokou no Hito vai prender você até o fim.

 

Anúncios

4 Respostas para “[Resenha] Kokou no Hito – Por que você escala montanhas?

    • Acho meio difícil comparar Kokou no Hito com alguma obra do Urusawa, já que não li nenhuma até o final. Mas sobre o Asano, ainda acho que Punpun consegue me envolver mais, então considero ele melhor.

  1. Gostei bastante da review, estão de parabéns.
    E kokou no hito é uma obra e tanto, sem sombra de dúvidas um mangá que merece e tem que ser lido por todos. Não só pela sua arte como também pelo seu enredo.

    • Obrigado, fico feliz que tenha gostado. Concordo, apesar de achar que não é uma obra pra todos, inclusive por já ter visto gente chamando a obra de lixo… Pois é, né.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s